Cantora, drag queen, dançarina, performer e aparentemente agora poetisa, Pabllo Vittar deu mais um show ao participar do Domingão do Faustão da TV Globo no último domingo (16).

Depois de cantar hits como “Corpo Sensual” e “Amor de Que”, o apresentador perguntou à cantora como foi que surgiu a música. Foi então que, em um momento único da TV brasileira, Clarice Vittar, ou melhor, Pabllo de Beauvittar se pôs a refletir sobre o assunto no palco frente à toda família tradicional brasileira que assistia ao programa em casa.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Olha, é uma história que vem muito de mim. Eu falo que ser quenga é um modo de espírito, é um mood. Você não nasce quenga, você se torna quenga”, refletiu.

E explicou: “Quenga é uma pessoa desapegada. Que está pro relacionamento, mas está pra ela também, sabe? E ela se quer muito. Então a quenga é aquela pessoa que se ama mais do que o outro e quer fazer de tudo pra continuar nessa festa aí. E eu quero!”

VEJA TAMBÉM:  Pabllo Vittar é confirmada no “Primavera Sound Barcelona 2020” junto a The Strokes e Lana Del Rey

Assista no vídeo abaixo:

E veja também Pabllo cantando “Amor de Que” no Faustão, chamado pelo Gshow de “Hino do Carnaval”:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).