Em um painel realizado durante a Campus Party na sexta-feira (2) a agência de influenciadores digitais IQ Agenciamento e a ETC Filmes lançaram o Canal Acessível, perfil no YouTube onde as empresas, em sociedade, vão publicar vídeos adaptados para atender tanto cegos, mudos e surdos em um mesmo vídeo.

São raros os casos em que o conteúdo audiovisual já é publicado seguindo princípios básicos de acessibilidade – o que é compreensível, levando em conta a lógica de produção em massa adotada por boa parte dos criadores de conteúdo. Muitos sobem um vídeo por dia. Nesse ritmo, seria inviável que cada youtuber adaptasse seus vídeos.

O Canal Acessível surge para facilitar essa questão. Nele, canais e youtubers consagrados terão seus vídeos republicados em formato especial para quem tem visão e audição comprometidas. Cada vídeo contará com três recursos de acessibilidade: audiodescrição , legenda descritiva e Libras — a Língua Brasileira de Sinais.

O projeto surgiu no final do ano passado por iniciativa da ETC Filmes, produtora e distribuidora que realiza a adaptação de filmes. Cássio Koide, diretor geral da empresa, queria convidar deficientes visuais e auditivos para construir um canal no YouTube. Em uma conversa com Koide, Fabio Utumi, cofundador e diretor executivo da IQ Agenciamento, sugeriu que a empresa chamasse produtores de conteúdo já conhecidos na plataforma para ganhar visibilidade e repercussão antes de incluir criadores de conteúdo deficientes.

“Queremos receber o máximo de atenção para que mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo que é muito raro. Nem o YouTube está pronto para isso. Assim, nós vamos poder ajudar outros canais menores, como os dos deficientes, a ganhar alcance maior e incentivar colaboração entre os produtores de conteúdo no canal”, diz Utumi. Até então, o YouTube permite Closed Capitions nos vídeos. A IQ Agenciamento ficou responsável por convidar os youtubers e cuidar do conteúdo e a ETC Filmes por adaptar os vídeos.

Os canais já confirmados até o momento são: Põe Na Roda, Não Salvo, Cauê Moura, Castro Brothers, Bruna Vieira (Depois dos Quinze), Aruan Felix, Marimoon, Ana Maria Brogui, e Bibi Tatto.

“Eu estou muito feliz de ter o Põe Na Roda participando um projeto como esse. Essa é uma iniciativa incrível e vai permitir que pessoas com deficiência auditiva ou visual também possam ter acesso aos nossos vídeos e aos conteúdos de outros canais do Youtube”, comentou Pedro HMC, criador do Põe Na Roda.

A página estreia com um teaser e dois vídeos e será alimentado uma vez por semana. Confira:


Veja também:

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).