Valesca Popozuda voltou a se manifestar em suas redes sociais pedindo desculpas à comunidade LGBT por ter defendido seu amigo maquiador (que decidimos deixar de divulgar o nome e noticiar aqui no site a partir de agora. Entenda clicando aqui).

Em um vídeo muito honesto, a funkeira reconheceu seu erro em não ter ciência de todos os closes errados que seu amigo deu com LGBTs sempre desmerecendo a luta do movimento e fazendo pouco da homofobia, fora falas infelizes como “gay quer direito pra dar o c*” ou “homofobia é mimimi” e por aí vai, sem contar apoio a políticos assumidamente homofóbicos.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Eu errei de fato! Mais estão gastando forças comigo como se eu fosse inimiga da causa! Ou estive lutando contra? É o momento de se unir e não separar. São 17 anos lutando por vocês, por nós.”, disse Valesca em seu Instagram.

VEJA TAMBÉM:  Instagram vai banir posts e anúncios sobre "cura gay”

Ela ainda aproveitou para rebater as acusações que vem sofrendo de que seria bolsominion: “Não votei em Bolsonaro nenhum! Nunca votaria em um cara que possui discursos que vão a favor de tudo que eu luto contra: homofobia, racismo e misoginia”.

Mesmo sem saber como será a receptividade de boa parte do público que ficou bastante decepcionado com sua postura a princípio, ela garantiu: “Eu sei que posso perder o apoio desse público, mas eu vou continuar aqui lutando por vocês, por nós. Defendendo até o fim”.

Assista abaixo ao vídeo em que Valesca faz seu pedido de desculpas.

E então Vale, vamos perdoar? Pessoalmente sou a favor. Valesca sempre esteve ao nosso lado e cansou de demonstrar apoio aos LGBTs em muitos momentos já há quase 20 anos. Se caiu no drama de um amigo falso que a expôs a esse vexame e errou, pediu desculpas. Bora?

VEJA TAMBÉM:  Virgin Airlines substitui mascote tradicional por nova versão totalmente gay
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).