Em entrevista à BAZAAR Australia Man, o cantor australiano Troye Sivan disse que sempre sentiu medo de se assumir gay e que revelar quem você é pode ser uma jornada difícil. 


“Embora eu parecesse gay para minha família, ainda havia muita coisa escondida: a maneira como eu queria me mudar, me vestir, falar”, explicou ele. “Crescendo em uma sociedade onde não queria ser gay nos primeiros 15 anos da minha vida, fiquei com medo disso”, contou.

Ele ainda acrescentou que essa reflexão “ainda está lá [em sua mente]”. “Eu pessoalmente estou tentando resolver isso”, disse Sivan. 

Na ocasião, Troye ainda ressaltou que não quer ser chamado de “ídolo pop gay” e que, no início de tudo, ficava confuso quando via garotas em seus shows. “Lembro-me de pensar: ‘Eu sei que elas sabem que sou gay, então por que elas estão vindo?'”, relembra o cantor.

Ele acrescentou também que depois do lançamento de My My My! e Bloom, sucessos do seu último álbum, seu público começou a mudar. “Aquelas primeiras fileiras [do show] ficaram mais jovens, mas no fundo do local havia gays mais velhos e eu estava pensando: ‘Esta é uma mudança interessante’. Mas nunca foi algo pelo qual me esforcei”, disse. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O artista ainda revelou que está trabalhando em novas músicas e está “indo ao estúdio” para colaborar com Kacey Musgraves, vencedora do Grammy de Melhor Álbum neste ano.