Para que o público LGBT+ no Brasil conheça melhor os seus direitos, um grupo de voluntários, criou um aplicativo (app) social sem fins lucrativos com cerca de 820 normas específicas em favor da comunidade. O TODXS , é o primeiro aplicativo brasileiro que compila informações sobre leis de proteção, organizações representativas e a possibilidade de fazer denúncias.

“TODXS foi criado a partir da inquietação de quatro pessoas inconformadas com a realidade das pessoas LGBT+ no Brasil. É uma comunidade que sofre com diferentes tipos de violência, que são institucionalizados. O país é o que mais mata pessoas LGBTs em todo o mundo, muito além que os países do Oriente Médio juntos, onde a homossexualidade é considerada crime. Ainda temos a discriminação de LGBTs em escolas, empresas e a representatividade no congresso nacional é baixíssima”, afirma William Mallmann, um dos criadores do aplicativo.

O aplicativo apresenta três opções aos usuários: consultar leis específicas à comunidade LGBT, através de palavras-chaves, do estado onde se encontra o usuário ou por tema (como família, educação, nome social); consultar organizações representativas ou de apoio; e a realização de denúncia sobre agressões e avaliação do atendimento policial.

“A principal intenção ao criar o aplicativo foi a de que as pessoas pudessem utilizá-lo como uma ferramenta educacional e preventiva à discriminação, a partir do conhecimento sobre direitos e leis protetivas no Brasil à comunidade LGBT+”, afirma Ítalo Alves, um dos idealizadores do projeto.

Todas as normas que estão para consulta no app, foram pesquisadas na Secretaria de Direitos Humanos, do Governo Federal. A organização continua a pesquisa de leis específicas em cidades que tenham mais de 300 mil habitantes.  No aplicativo também constam diversas ONGs LGBTs do Brasil, possibilitando que a população tenha acesso a recursos importantes em momentos de risco, ou possa conhecer e colaborar com suas atividades locais, criando uma verdadeira rede de informações. Ao todo, constam no aplicativo organizações de 97 cidades brasileiras, de todos os estados.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Outra função relevante do aplicativo é a possibilidade de realizar denúncias de discriminação e agressões contra estabelecimentos comerciais, culturais e públicos. A denúncia não tem força legal, ela servirá para a compilação de dados e criação de um panorama nacional da discriminação à população LGBT. No caso de a pessoa ter aberto um boletim de ocorrências referente ao fato que está denunciando, ainda é possível que ela avalie o atendimento policial no dispositivo. Uma informação importante para se entender como está a situação de proteção legal e acolhimento no Brasil.

Segundo Ítalo, essas informações coletadas através do aplicativo devem ser trabalhadas junto aos governos municipais, estaduais e federal. “A TODXS utilizará estes dados, por exemplo, como base para construir uma melhor proposta de defesa da criminalização da homofobia no Congresso Nacional durante as eleições de 2018”, exemplifica. “Esta ação é inovadora e poderá ser revolucionária em nossa sociedade. Estamos muito animados com tal potencial”.

O dispositivo pode ser baixado gratuitamente para smartphones Android e  para IOS.

VEJA TAMBÉM:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).