A rede de cafeterias Starbucks anunciou que vai bloquear o acesso a conteúdo adulto em suas populares redes de wifi grátis de suas lojas.


Assista também:


“Identificamos uma solução pra impedir que este tipo de conteúdo seja acessado em nossas lojas. Começaremos a implantação nas lojas dos Estados Unidos em 2019”, afirmou a companhia em nota.

A medida vem após anos de pressão de alguns clientes que se dizem incomodados ao se deparar com outros clientes assistindo conteúdos do tipo dentro dos estabelecimentos.

Mais de 26 mil pessoas assinaram um abaixo-assinado online da campanha Enough is Enough que pede medidas de segurança mais eficientes no combate a pornografia, principalmente em lugares públicos.

“Queremos com isso, que o café seja um local seguro e onde todos são bem vindos”, disse um representante da empresa ao Pink News.

Vale lembrar que outros estabelecimentos com wi-fi gratuito, como Mc Donalds e Chick-fil-A, populares nos Estados Unidos, já possuem filtros que banem de sua rede wifi qualquer conteúdo do tipo.

O problema contudo é que muitos conteúdos que não sejam pornografia, mas falem de sexualidade ou sejam até educativos, sejam bloqueados muitas vezes com isso. O próprio Youtube já teve problemas do tipo ao bloquear a monetização de conteúdos adultos, e com isso, vários criadores LGBTs de conteúdo informativo foram prejudicados na época.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).