She-Ra e as Princesas do Poder estão de volta! A nova versão da DreamWorks Animation do desenho de 1985 entrou em cena no outono passado, quando os primeiros 14 episódios chegaram à Netflix.

A versão contemporânea criada por Noelle Stevenson sobre a personagem é uma homenagem à heroína original Adora e seu alter ego, trazendo enredos multidimensionais de heróis e vilões.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Na 2ª temporada, temos Adora como líder da Aliança das Princesas, embarcando em uma busca de autodescoberta para aprender mais sobre seu passado e seu futuro como She-Ra.

Citilante, Adora/She-ra e Arqueiro

Ganhou destaque recentemente o sétimo episódio “Encontro com a família do Arqueiro” onde finalmente são apresentados os pais do Arqueiro, Lance e George, um casal homoafetivo que cria o rapaz.

Lance e George, os pais do Arqueiro

Enquanto na série original de 1985, o Arqueiro era um homem branco com cabelos ruivos, na versão de 2019 da Netflix, ele é um adolescente negro criado em uma família homoafetiva.

VEJA TAMBÉM:  Filme que conta vida de ator pornô Brent Corrigan está disponível na Netflix
Da esquerda: o Arqueiro da She-ra na Netflix e o Arqueiro original

She-Ra e as Princesas do Poder já está disponível na Netflix.

Assista ao momento do encontro da família do Arqueiro: