Tony Silva é Professor Assistente de Sociologia da University of British Columbia e  suas áreas de pesquisa incluem gênero, sexualidade e sociologia rural. Mas ele provavelmente é mais conhecido por ser o cara que cunhou o termo “sexo amigo”.

O Queerty entrevistou Silva pela primeira vez em 2016 sobre seu estudo sobre “sexo amigo”, que é quando dois caras que se identificam como heterossexuais ficam juntos em particular. Eles têm esposas. Eles têm filhos. Eles se consideram 100% heterossexuais. Mas eles também são capazes de compartimentar o sexo de uma forma que lhes permite transar com outros caras sem complicar nada.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Silva desde então expandiu esse estudo em um livro completo. “Ainda hetero: flexibilidade sexual entre homens brancos na América rural” explora as vidas secretas de homens que se identificam como heterossexuais que fazem sexo com outros homens. O autor do livro conta por que resolveu expor sua pesquisa em um livro:

VEJA TAMBÉM:  Escola suspende aula de professor que leu livro sobre criança trans

“Uma coisa que acho fascinante é quando os comportamentos parecem não corresponder às identidades que as pessoas têm. A sexualidade em particular é algo que muitas pessoas consideram importante pelo que são, então decidi estudar este tópico. Também não se sabe muito sobre sexualidade em áreas rurais ou pequenas cidades, então achei que seria interessante examinar essa questão”.

O autor diz que homens gays são fascinados pelo assunto de homens heterossexuais fazerem sexo gay: “Acho que uma das razões é que os homens heterossexuais parecem completamente fora dos limites – mas alguns estão de fato abertos ao sexo com outros caras. Acho que é uma coisa que os gays acham interessante. Além disso, muitos homens gays ficaram com caras heterossexuais, então eles sabem que esses caras são uma chance para eles”.

Criador do termo sexo amigo falou com 60 homens héteros

Tony Silva entrevistou 60 homens que se identificaram heterossexuais ao longo de vários anos e diz que homens que transam com homens sem se considerar gays é muito comum: “Existem mais caras heterossexuais que fazem sexo com outros homens do que a maioria das pessoas pensa. Muitos dos caras com quem conversei me disseram isso diretamente. A partir de pesquisas, descobri que centenas de milhares de homens heterossexuais nos EUA, pelo menos, fizeram sexo com dois ou mais homens. A maioria mantém segredo sobre seu comportamento”.

VEJA TAMBÉM:  Estudo sugere que PrEP pode proteger contra coronavírus

O livro não está disponível no Brasil e ainda não tem previsão de edição traduzida árta o português.