Uma das primeiras atrizes a realmente apoiar gays e lésbicas publicamente e se tornar diva do Vale muito antes de sigla LGBT existir ou mesmo o nome Vale, é a eterna Dorothy do Mágico de Oz, Judy Garland.

Está para ser lançado em breve sua cinebiografia, que será estrelada por ninguém menos que Renée Zellweger no papel principal. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A obra deve abordar os últimos momentos de sua vida, pelo inverno de 1968, 30 anos depois do papel que foi o maior marco de sua carreira: a Doroty de O Mágico de Oz. Ela faleceu em 22 de junho de 1969 de overdose.

Inclusive, há boatos de que seu funeral, que deixou principalmente a – na época invisível – comunidade gay chocada e profundamente triste por perder um de seus únicos ícones, foi um dos estopins para a revolta de Stonewall que veio acontecer logo depois, com gays cansados de serem colocados em um submundo, querendo justamente viver além do arco-íris.

VEJA TAMBÉM:  "Capitã Marvel 2" terá super-herói gay

Diz a história que uma discussão com a polícia aconteceu entre gays e policiais em um bar gay onde muitos homossexuais estavam reunidos para homenagear e lamentar a recém falecida Judy Garland. A polícia mexeu com as manas na hora errada ali e foi iniciada uma das muitas rebeliões do período que deram origem a Stonewall.

Co-estrelando ao lado de Zellweger estão Jessie Buckley, Finn Wittrock, Rufus Sewell e Michael Gambon. E agora, um trailer foi lançado.

Nele, podemos ver Judy Garland enquanto se prepara para fazer uma apresentação de cinco semanas de seu show esgotado na boate The Talk of the Town, em Londres. Garland estava profundamente endividada neste momento e se recuperando de recentes divórcios, em uma fase bastante conturbada de sua vida pessoal.

Garland é vista também lutando contra a decisão de deixar seus filhos na América, afim de ganhar o dinheiro que precisava para pagar suas dívidas. Ela diz: “Você está dizendo que eu preciso deixar meus filhos se eu quiser ganhar dinheiro suficiente para estar com meus filhos?”.

VEJA TAMBÉM:  Companhia aérea é acusada de censurar conteúdos LGBTs em seus filmes de bordo

Em uma homenagem à popularidade de Garland na comunidade gay, a atriz Renée Zellweger, estrelada pelo filme, esteve no Pride em Londres em 6 de julho.

Zellweger subiu ao palco para compartilhar uma apaixonada mensagem de apoio, dizendo: “Posso apenas dar um segundo pela apreciação e reconhecimento da coragem, do sofrimento e da luta de todos aqueles que nos últimos 50 anos na luta por o que todos nós sabemos são direitos humanos fundamentais. ”

Assista ao trailer abaixo:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).