O diretor, criador e roteirista Ryan Murphy já fez demais pela comunidade LGBT trazendo sempre muita representatividade em séries de muito sucesso como Glee, American Horror Story, American Crime Story e principalmente a mais recente Pose.

Resultado de imagem para cast and ryan murphy glee
Ryan Murphy ao centro com o elenco de Glee em premiação.

Em Pose inclusive, ele contratou o maior casting de atores trans da história do entretenimento, sendo muitos negros inclusive em papéis de destaque e todos em papéis de personagens cis e trans. Um verdadeiro marco!

Sobre o elenco de Pose inclusive, Ryan já declarou se tratar de um dos melhores e mais talentosos com quem ele já trabalhou.

Resultado de imagem para pose cast ryan murphy
Parte do elenco da série Pose.

Acontece que, ainda que se observe diversidade racial e sexual em suas obras, o mesmo não vem acontecendo com o mesmo peso nas temporadas recentes de American Horror Story.

Após o anúncio da contratação do esquiador Gus Kenworthy para o elenco da próxima temporada da série, o diretor foi bastante criticado na Internet. Primeiro Ryan anunciou a contratação de Gus em seu Instagram:



Aproveite e assista:



Em seguida choveram reclamações de pessoas questionando sua decisão nos comentários. Enquanto a maioria de fato babava na beleza de Gus, haviam comentários como “Aquele momento em que você contrata um cara que nem ator é só porque ele é lindo e famoso. Tá certo, afinal não existem atores profissionais desempregados na indústria, não é mesmo?”.

Em outras redes sociais houve a mesma problematização. No Twitter, um internauta escreveu: “Gente! Tem quarto pra todos!”, ironizando a contratação de Gus.

Um outro usuário do Twitter foi ainda mais explícito, dizendo: “Ryan literalmente contrata toda celebridade gay branca que ele quer pegar!”

É verdade que o excesso de atores padrões não seja uma exclusividade de American Horror Story. É da indústria no geral e em todo o mundo. Mas Ryan Murphy acostumou sua audiência à diversidade (felizmente!) em todos os sentidos… É natural que a cobrança em cima dele, por parte dos seguidores que o acompanham e apreciam seus trabalhos, seja muito maior do que, por exemplo, acontece com qualquer outro autor de Hollywood ou mesmo da TV Globo.

Bem, com a contratação de Gus garantida, em se tratando de American Horror Story, é certo que veremos algumas cenas de Gus nu, em sexo gay… e isso deve render polêmicas, manchetes, audiência e alguns gifs na Internet.

Imagem relacionada
Ryan Murphy e parte do elenco de American Horror Story

Uma montagem na Internet mostrou a “variedade” de contratações de atores protagonistas em American Horror Story…

Seríamos injustos em dizer que a série não tenha diversidade em seu elenco, é verdade. Mas analisando estes protagonistas, fica clara (literalmente!) a prioridade (atores gays e héteros brancos e padrões) nas temporadas mais recentes. Sendo algo intencional ou não, é notável a ausência de negros:

Image result for american horror story men
Atores de várias temporadas de American Horror Story

Sobre o esquiador Gus Kenworthy, vale ressaltar que esta não é a primeira vez que Ryan contrata “não atores” para papéis importantes. E nem sempre a escolha é um erro. Um exemplo foi quando convidou Lady Gaga para protagonizar a temporada Hotel de American Horror Story e a diva se revelou uma excelente atriz, engatando outros projetos cinematográficos em seguida. 

Ricky Martin também é outro favorito do diretor. Foi convidado para uma ponta como professor de espanhol dos alunos em Glee alguns anos atrás, e mais recentemente foi um dos protagonistas da série American Crime Story na temporada The Assassination of Gianni Versace, vivendo o namorado do estilista assassinado.

Resultado de imagem para cast and ryan murphy versace
Ryan Murphy entre os protagonistas da série American Crime Story: The Assassination of Gianni Versace.
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).