O filósofo Luiz Pondé se tornou mais um crítico da linguagem neutra e sem binarismo. Recentemente, Nany People foi outra celebridade que se pronunciou contra o uso de palavras como “todes” para se referir a “todos” sem colocar a palavra no masculino para incluir homens, mulheres e pessoas não-bináries.

Em entrevista ao programa Linhas Cruzadas, da TV Cultura, Pondé foi questionado pela jornalista Thaís Oyama se considerava o uso de gênero neutro algo inclusivo ou um autoritarismo.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Ele então respondeu: “É bom ser inclusivo, mas me parece que estamos beirando a radicalização. Esta é uma discussão de rico. Não que só rico sofra com isso, mas no sentido de, antes disso precisar acontecer, termos a necessidade de uma constituição material ou social maior, em que as pessoas passem a entender esta questão e se preocupar com ela”.

VEJA TAMBÉM:  Olá, alunes! Colégio do Rio adota vocabulário com gênero neutro; pais se dividem

Adiante, a ativista Rosa Laura explicou por vídeo a linguagem não binária. Pondé então falou em imposição: “Concordo que a língua é um sistema vivo, tem razão. Só que ele é um sistema provido de uma vida que a gente não sabe direito como funciona. E esse discurso tem todas as características de um discurso autoritário, lembra muito a novilíngua”.

Pra quem não sabe, Novilíngua, segundo explicou o portal Guia Gay, é um idioma fictício criado pelo governo hiperautoritário da obra literária “1984” de George Orwell.

Pondé entretanto fez questão de ressaltar a discriminação e até mortes que afetam pessoas trans, embora considere o foco de mudar a linguagem “uma extrapolação, ou ainda, uma histeria”.

Se quiser, assista abaixo ao programa na íntegra:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).