A cantora Pabllo Vittar foi comparada ao rapper Mano Brown. A analogia ocorreu durante o programa “Papo de Segunda”, apresentado por Fábio Porchat, Emicida, João Vicente de Castro e Francisco Bosco, na GNT.

Pabllo Vittar agita carnaval em São Paulo (Foto: Jefferson Peixoto/Secom e Rogério Ferrari/Fotos Públicas)
Pabllo Vittar agita carnaval em São Paulo (Foto: Jefferson Peixoto/Secom e Rogério Ferrari/Fotos Públicas)

O apresentador Francisco Bosco defendeu que Pabllo representa a arte contemporânea, assim como foi com Brown no momento de seu surgimento. Bosco disse, ainda, que a gata tem “muita extensão e muita afinação”: “É maior artista do Brasil, possivelmente do mundo”.

O colega de Porchat finalizou dizendo que a cantora representa uma novidade social: “Pabllo Vittar conseguiu traduzir na forma de sua arte a novidade social, que é a emergência de um novo tipo de performance de gênero”.