O vocalista da banda Years&Years, Olly Alexander, uso sua conta no Instagram para criticar algumas marcas que realizam ações no mês em que comemora-se o Orgulho LGBTQ+ em todo o mundo.

No último domingo (23), o cantor publicou um print de um email recebido pela sua empresária, Martha Kinn. A remetente era uma empresa que havia convidado Olly para fazer um post sobre uma “incrível coleção do Orgulho”.

No entanto, como resposta, ele criticou a iniciativa da marca, questionando o verdadeiro objetivo de campanhas desse tipo nesta época, uma vez que nem sempre a comunidade é respeitada à risca.

“Minha empresária tem recebido pedidos como esse todos os dias. Eu acho que esse e-mail foi enviado para várias pessoas, sem detalhes sobre essa ‘incrível coleção do Orgulho’ ou qual marca cheia de dinheiro é essa. Eu só… A abordagem mínima me faz rir. Não importa o ramo da sua empresa, as ‘coleções do Orgulho’ deste ano de 2019 de enxaguantes bucais, camisetas (meias, sapatos, moletons, óculos, bonés), bancos, sanduíches, foram todas péssimas. Representatividade importa, é claro, e o orgulho lgbtq+ de empresas/capitalismo de arco-íris horrível, mas pelo menos pessoas queer estão sendo pagas. E, eu sei que existem pessoas bem intencionadas por traz dessas campanhas. Mas… não. Refazer seu logo em um arco-íris, ou doar ‘parte dos lucros’ não é suficiente!!! (Possivelmente não é nem o que vai acontecer com essa marca?!); Eu gostaria que as marcas entendessem o quão vergonhoso é essa merda”, escreveu Olly.