O cantor Mika desabafou sobre a maneira perversa como a mídia tentou tirá-lo do armário nos primeiros anos de sua carreira.

Em entrevista à Attitude, o cantor de ‘Ice Cream’ falou sobre o assunto: “Eu era bombardeado com esse questionamento de todo lado e não me sentia pronto. Me lembro de um artigo de uma revista que perguntava à artistas gays assumidos pra falarem suas opiniões sobre minha sexualidade”, disse.

“Nunca vou perdoar pelo que fizeram! Por que isso? Especialmente envolvendo artistas que admiro. Achei perturbador na época!”, confessou o cantor.

Mika, que surgiu em 2007 com o megahit ‘Grace Kelly’, esperou até 2012 pra finalmente sair do armário publicamente. Segundo ele, foi o tempo necessário pra que toda sua família processasse a informação sem chocar ninguém.

“Nem todos entenderiam antes. Contei pra minha mãe que perguntou: ‘E daí? Sempre soube’. Somos uma família pouco tradicional e tem de tudo um pouco”, contou.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O cantor, que atualmente está em um relacionamento que já dura 13 anos, acredita que ser LGBT publicamente no mundo de hoje é muito mais fácil do que quando ele surgiu em 2007, mais de 12 anos atrás.

“Hoje é menos chocante. Claro que ainda é complicado, mas acho que dá pra ser bem mais tranquilo. Hoje em dia menos pessoas se chocam e dá pra levar mais de boa”, disse.

Assista abaixo seu mais novo clipe, Ice Cream:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).