Afim de atender melhor a população LGBT, que muitas vezes é discriminada em aplicativos de transporte particular, foi lançado na capital mineira o Homo Driver, o primeiro aplicativo voltado exclusivamente para a população LGBT.

Muitas vezes, nos aplicativos tradicionais, motoristas agem com preconceito, as vezes nem parando para pegar o passageiro quando vê que se trata de uma pessoa transexual ou drag queen solicitando a corrida.

Tanto os motoristas cadastrados quanto passageiros devem ser exclusivamente LGBTs. A empresa garante que os motoristas vão passar por um treinamento para conhecer sua cultura organizacional e eliminar os riscos de preconceito por seus usuários.

A criação da startup começou em janeiro, no curso de MBA em Gestão de Negócios com Ênfase em Marketing e Mídias Sociais que os sócios foram sensibilizados por um caso de reposicionamento de uma marca famosa.

“O curso despertou em nós uma reflexão social e iniciamos a busca de melhorias na prestação dos serviços voltados a comunidade LGBT ”, conta Thiago Guirado Vilas Boas, sócio-fundador da Homo Driver.



Assista também:



Embora algumas pessoas aprovem a ideia por garantir segurança e respeito a muitos LGBTs desrespeitados diariamente nas corridas tradicionais, há também quem condene a iniciativa por acabar segregando esta parcela da população.

Até agora já foram registrados mais de 800 downloads para passageiros e 90 motoristas em Belo Horizonte. A intenção é que, com o crescimento da plataforma, a ideia se espalhe por outras cidades brasileiras.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).