A nova série de animação da Netflix, Kipo and the Age of Wonderbeasts, traduzido no Brasil com o nome de Kipo e os Animonstros está recebendo muitos elogios por um momento fofo e inclusivo.

O desenho animado da DreamWorks segue a vida da adolescente Kipo, que viaja por um mundo pós-apocalíptico com seu grupo de amigos encontrando animais mutantes pelo caminho.

O programa, como muitos originais Netflix, inclui representatividade LGBT. Neste caso, há uma cena do personagem adolescente DJ Benson, cuja voz é de Coy Stewart, saindo do armário casualmente.

No sexto episódio, a protagonista Kipo confessa uma queda por Benson, que não é recíproco. Ela então insiste: “Você só gosta de mim como amiga…” E aí que Benson explica: “Sim. Porque sou gay.”

De maneira fofíssima, Kipo aceita isso imediatamente, um pouco envergonhada, mas sem se magoar com Benson.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Resultado de imagem para kipo netflix
DJ Benson e sua amiga, a protagonista da animação Kipo.

Na Internet, espectadores elogiaram a animação por dizer com todas as letras que o personagem é “gay” sem deixar subentendido como muitas obras fazem ainda hoje.

Um espectador escreveu no Twitter: “Começo a assistir ‘Kipo and the Age Of Wonderbeasts’ e estou tão apaixonada … é tão divertido, colorido e criativo e já temos um confirmado personagem gay masculino e que não é branco, sexualizado ou aquele estereótipo gay 😭👌”

Outro acrescentou: “Ouvir kipo e a idade das maravilhas dizem a palavra ‘gay’ tão casualmente e de uma maneira positiva me deixa muito feliz. Se eu quando novo pudesse ver uma cena dessa tão acontecendo tão tranquilamente em um programa seria diferente.”

O criador da série, Bill Wolkoff, respondeu no Twitter a recepção positiva à cena: “Fico orgulhoso. Eu escrevi o episódio, mas o enredo foi criado por toda nossa equipe de roteiristas. Todos pensamos juntos sobre como deveria ser este momento”.

Assista abaixo ao trailer da animação:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).