O ator e produtor teatral Nathaniel Hall contou ao Advocate, em 2019, sobre sua primeira transa e o resultado dela: contraiu HIV. Agora o site republicou a matéria com adicionais, devido ao sucesso da série “It’s a Sin” que estreia próximo dia 18 na HBO.

Hall falou sobre a devastação de saber que ele havia contraído o HIV após sua primeira experiência sexual aos 16 anos: “Foi como ser atropelado por um caminhão”, Hall, agora com 34 anos, lembrou de seu diagnóstico.

O ator revelou que esteve envolvido em um romance turbulento com um cara mais velho, chamado de Sam, que afirmou que seu teste deu negativo na época, então Hall deu pouca importância à proteção e ao sexo seguro. Mas duas semanas após seu aniversário de 17 anos, ele recebeu a notícia de que agora estava vivendo com HIV. Ele foi informado sem rodeios (e imprecisões) que provavelmente estaria morto aos 37 anos.

Como muitos outros antes dele, Nathaniel Hall estava cheio de “medo e estigma, ódio de si mesmo e vergonha” e escondeu seu diagnóstico de amigos e familiares. Ele se voltou para as drogas e o álcool, automedicando-se por meio do abuso de substâncias.

Em 2017, no entanto, Nathaniel Hall percebeu que seu abuso estava destruindo seu “impulso e senso de propósito” e ele não reconheceu mais o rosto vazio que o encarava do espelho. Finalmente percebendo que sua “saúde mental havia piorado”, ele decidiu que “poderia deixar isso me comer e me engolir inteira, ou virar e transformar em [algo] positivo”.

O resultado de sua epifania foi First Time, seu hilariante mas angustiante show solo, onde ele revelou ao mundo que estava vivendo com HIV. A produção de uma hora estreou em 2018 no Festival Fringe de Edimburgo em parceria com a HIV Scotland.

Embora First Time tenha sido um sucesso em Edimburgo e quando ele cantou a peça em outro lugar, houve apenas um problema antes que as cortinas se levantassem na noite de estreia: sua família não tinha ideia de que ele estava vivendo com HIV: “’Eu sabia que eles apoiariam, mas esse era o poder da vergonha”, explicou sobre sua escolha de notificação.

Nathaniel Hall conta que não possui mágoas

Nathaniel Hall está abordando a questão do HIV novamente em “It’s a Sin”. Ele interpreta Donald Bassett, o ator namorado do protagonista Ritchie Tozer, interpretado pelo vocalista de Years & Years, Olly Alexander. Mas o que aconteceu com Sam, o homem mais velho que alterou tão drasticamente o curso de sua vida quando ainda era adolescente?

“Perdemos contato por um longo tempo, então nunca descobri diretamente dele que ele era HIV positivo, se ele sabia, se ele não sabia.” Hall deu de cara com Sam anos depois, entretanto. Eles fizeram contato visual ao passarem na rua, e Hall tem certeza de que se reconheceram, conta. “Não há mágoa. Imagino como me sentiria se tivesse passado o HIV para alguém, não ganho nada ficando com raiva dele”.