Em plena campanha de divulgação de seu segundo álbum de estúdio (The thrill of it all, que chegará às lojas em 3 de novembro), Sam Smith conversou com o repórter Louis Wise, da revista “The Sunday Times”, e falou sobre início da carreira e o quanto se sentia inseguro sobre as composições para o primeiro álbum, e o quanto os comentários sobre sua opção sexual o afetavam.

“Quando olho para trás, vejo que eu tinha medo de dizer a coisa errada e ofender. Eu tinha 19 anos quando comecei a compor meu primeiro álbum. Eu tinha acabado de me mudar para Londres de um vilarejo. Eu era literalmente o único gay do lugar. Eu não sabia o que eu queria dizer. Lembro que no começo da minha carreira, as pessoas me chamavam de ‘o cantor gay’, e eu não queria isso. Eu queria primeiro ser visto como cantor, antes de as pessoas falarem da minha vida pessoal”, contou Smith.

Em outra parte da entrevista, o cantor afirma ter crescido tanto profissionalmente quando em sua vida pessoal. “Acho que as músicas mostram o meu crescimento, a minha confiança. Sinto que elas me mostram. Mostram o gay em que me tornei”.

Durante a Sam afirmou que se sente ‘tão mulher quanto homem’, e que durante a adolescência, era obcecado por Boy George e Marilyn, se maquiava, usava saltos e cílios postiços. “Adoro salto alto. Tenho vários em casa. As pessoas não sabem disso, mas quando eu tinha 17 anos, era obcecado por Boy George e Marilyn. Teve um momento na vida em que eu não tinha nenhuma roupa masculina. Eu usava maquiagem todo dia na escola, cílios postiços, leggings, casacos de pele, não sei qual seria meu nome, mas me sinto tão mulher quanto homem.”

Ellen Degeneres faz pegadinha de Halloween com Sam Smith

Em plena maratona de divulgação de seu novo álbum, ele também participou do programa de Ellen Degeneres, onde além de ter sido “vítima” de uma pegadinha de Halloween da apresentadora. Em sua entrevista para Ellen ele assumiu que está namorando o ator Brandon Flynn, conhecido pelo papel de Justin Foley em 13 Reasons Why – os dois foram flagrados aos beijos em Nova York.

Smith falou sobre o relacionamento: “Eu não estou mais solteiro, o que é muito louco para mim. Quando lancei meu primeiro álbum, estava muito solitário, e agora estou muito feliz, o que é estranho”.

Confira a pegadinha que Ellen fez com Sam Smith:

Confira a prévia do novo álbum: 

Veja também:

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).