Demi Lovato  deu uma reposta aos “haters”  em sua apresentação de “Sorry Not Sorry”, do álbum “Tell Me You Love Me e também compareceu ao tapete vermelho dos American Music Awards (AMAs), principal prêmio de música dos Estados Unidos,  na noite de 19 de novembro, com uma acompanhante muito especial: a deputada transgênero Danica Roem.

No início deste mês, Roem fez história quando ela se tornou a primeira pessoa transgênera  eleita para um cargo de legisladora no Estados Unidos. Ela derrotou o candidato anti-LGBTI Bob Marshall  no  estado das Virgina. Desde então, seu nome ganhou muita atenção – e ainda mais agora no tapete vermelho.

“Eu ouvi a sua história e acho que o que a Danica fez é completamente inspirador e ela é pioneira”, explica Lovato. “Eu queria que ela se juntasse a mim porque minha performance é sobre bullying”. Ela também disse ao site E! que “queria Roem na platéia esta noite porque sinto que passamos por algumas das mesmas coisas e agora conseguimos compartilhar essa experiência juntas “. Enquanto Roem é mais um ouvinte do heavy metal, ela falou na sobre o posicionamento de Demi Lovato contra o bullying  e como isso significa muito para ela.

 

Veja o vídeo da entrevista no tapete vermelho:

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

 

 

Veja Demi Lovato cantando “Sorry Not Sorry” no AMAs 2017:

 

VEJA TAMBÉM:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).