A Dra. Charlene McGowan é uma personagem nova da série de quadrinhos Immortal Hulk. Na edição 32 da HQ, ela revela a Doc Samson que é uma mulher trans.

McGowan conta a Samson sobre sua identidade de gênero porque tem medo de uma nova manobra de outro personagem, chamado Xemnu, para alterar as memórias do mundo.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Ela explica que a ideia a incomoda porque passou muito tempo questionando sua própria identidade antes de fazer a transição. Na história em quadrinhos, ela diz a Doc Samson: “Você sabe que eu sou trans, certo?” Ele diz a ela que “não sabia exatamente”, mas que não era da sua conta, então não perguntou.

VEJA TAMBÉM:  Japão decide que pessoa trans deve usar o banheiro de acordo com sua identidade de gênero

Immortal Hulk: Star of Marvel comics series comes out as trans

A Dra. McGowan continua: “Sim. Eu realmente não falo com pessoas que não conheço bem.” Ela diz que percebeu que era trans após um período de “autodescoberta”.

“Passei muito tempo trabalhando no que eu era e no que eu não era. O que era uma história contada sobre mim, para mim, pelo mundo”, acrescenta.

Ela explica que tem medo do estratagema de Xemnu porque ele pode “forçar suas próprias narrativas” sobre ela. “Já cansei disso. Quem eu sou pertence a mim mesmo”, afirma.

Não é a primeira vez que a Marvel introduz um personagem LGBT+ nas as histórias em quadrinhos – mas os esforços para promover a diversidade nas narrativas nem sempre têm sido bem-sucedidos. Recentemente, a empresa foi criticada depois de revelar Snowflake, que é super-herói/na não-binário/a. Mas os fãs criticaram o designe básico do/a personagem e afirmaram que o nome é sem graça e insensível.

 

VEJA TAMBÉM:  Vivian Miranda: primeira trans a fazer pós-doutorado em astrofísica