Pessoas LGBTs representam 21% da indústria de games do Reino Unido, de acordo com um novo estudo realizado sobre diversidade.

Este número é desproporcionalmente alto, considerando que as pessoas declaradamente LGBTs compõem entre 3 a 7% da população do Reino Unido – o que levanta a questão de por que os personagens LGBTs são tão pouco representados nos games.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Em três por cento, a representação trans também é maior na indústria de games, contra um por cento em todo o país. A maior diferença foi observada em pessoas bissexuais, que representam 11% das pessoas da indústria de games, em comparação com apenas 0,7% da população nacional que se declara abertamente bi.

VEJA TAMBÉM:  Personagem de “Resident Evil 3” aparece com pênis realístico em novo jogo

Sem surpresa, os homens representam a grande maioria dos gamers, sendo 70%. 28% são mulheres, enquanto 2% se identificam como pessoas não-binárias.

Os níveis relatados de ansiedade e depressão também ficam significativamente acima da média do restante da população entre gamers LGBTs. Não é novidade que devido a fatores como rejeição, preconceito e menor aceitação social, LGBTs sofrem mais facilmente de distúrbios mentais como ansiedade, depressão e outros problemas de saúde mental.

As descobertas foram reveladas no relatório do Censo da Indústria de games do Reino Unido, o primeiro censo desse tipo.

Os resultados foram divulgados juntamente com o compromisso de diversidade em todo o setor, #RaiseTheGame, para tornar os games mais inclusivos para as minorias.

VEJA TAMBÉM:  Free Fire: Alok prorroga inscrições pra campeonato de games “X2 do Alok”

“Diversidade não é uma questão de segurança – é uma necessidade para que o setor cresça, prospere e reflita verdadeiramente as dezenas de milhões de pessoas que jogam todos os dias neste país”, disse o Dr. Jo Twist, CEO da The Association for UK. Entretenimento interativo.

A promessa, apoiada pelos sócios fundadores EA, Facebook, Xbox, Jagex e King, visa recrutar 200 empresas de games até 2021 e melhorar a diversidade e a igualdade em todo o setor.

Fonte: PinkNews

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).