Fãs de luta-livre da World Wrestling Entertainment (WWE) descobriram que um lutador que já foi multado em 10 mil dólares por uma série de comentários homofóbicos, já estrelou pornô gay.

Lars Sullivan, cujo nome de batismo fora dos ringues é Dylan Miley, também tem um terceiro nome artístico em seu currículo: ‘Mitch Bennett’, da sua carreira em filmes adultos gays.

Segundo informações do portal Pink News, usuários do fórum internacional Reddit foram os primeiros a notarem semelhanças excessivas entre Dylan e Mitch.

Com base nisso, repórteres do Ringside News foram apurar a história e descobriram vários filmes de Mitch no site da produtora Randy Blue, uma das maiores do pornô gay.

Resultado de imagem para Lars Sullivan
O lutador cujo nome artístico na luta-livre é Dylan Miley.

O canal comparou uma filmagem de junho de 2009 com selfies do lutador. A WWE contratou Sullivan em 2013. O perfil de Mitch Bennett no site da Randy Blue consiste em dois vídeos e duas fotos, que registraram coletivamente quase 24.000 visualizações. Ele ainda é citado na categoria de pornô gay “homens heterossexuais” e “bodybuilders heterossexuais”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Atualmente tirando uma folga da WWE para se recuperar de uma lesão no joelho, Lars Sullivan ainda não respondeu às acusações, mas sua conta no Twitter foi misteriosamente excluída após a história – junto de prints da época do pornô gay – viralizar.

Ironicamente as acusações acontecem apenas meses depois que o lutador foi criticado e chegou a ter que pagar uma multa depois que uma onda de comentários racistas, sexistas e homofóbicos seus, feitos no passado, serem denunciados.

Resultado de imagem para mitch bennett randy blue
Mitch Bennet, nome artístico de Lars Sullivan na produtora gay Randy Blue.

Nos fóruns de fisiculturismo, o lutador lançou comentários entre 2007 e 2013 sob dois nomes de usuário contra esportistas e mulheres queer, além de afirmar que “existe uma área questionável quando se trata de definição de estupro”, segundo informou o PinkNews.

Depois da péssima repercussão do caso, a WWE veio à público em nome de Sullivan – seu lutador contratado – afirmar que  “não há desculpa para as observações inadequadas que ele fez anos atrás”.

Em seu nome, o lutador respondeu as acusações e assumiu os erros do passado: ”As afirmações não refletem minhas crenças pessoais nem quem sou hoje. Peço desculpas a quem ofendi”, informou a Sports Illustrated.

Sobre a carreira no pornô no entanto, até agora Lars (ou Dylan… ou Mitch!) não disse nada publicamente ainda.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).