Covid-19, festas clandestinas, aglomerações e crescimento no número de infectados. Esses foram alguns elementos que marcaram a virada de ano dos brasileiros e que também fazem parte do livro O Manual gay para sobreviver a uma história de terror, do autor Rafael Farias Teixeira.

Na trama, um grupo de jovens paulistanos resolve promover uma celebração clandestina que é invadida por um assassino em série que usa máscara cirúrgica e face shield e que mata os participantes um a um.

O novo livro “Manual gay para sobreviver a uma história de terror” aborda comportamentos dos “furadores da quarentena” e fala sobre apagamento de personagens gays no gênero.

Capa do livro Manual Gay para Sobreviver a Uma História de Terror (Foto: Divulgação)

“O cenário da pandemia motiva a parte de terror, mas a história também é uma discussão sobre o apagamento do personagem gay nesse gênero”, diz Teixeira. Na trama, o protagonista, um homem gay, consegue sobreviver ao usar — consciente ou inconscientemente — aprendizados que tirou de diferentes experiências pelas quais passou por causa de sua orientação sexual. “Há muitas referências aos filmes de terror, mas também a momentos importantes nas vidas de muitos homens gays.”

Com um estilo leve — e muitas mortes — o texto curto de Teixeira tem várias revelações e reviravoltas para quem busca uma boa leitura de início de ano. O Manual gay para sobreviver a uma história de terror entrou em pré-venda com preço promocional e será lançado oficialmente no dia 20 de janeiro de 2021. Para pré-venda e compra, clique aqui.

Sobre Rafael Farias Teixeira

Rafael Farias Teixeira, o autor do livro. (Foto: Divulgação)
Rafael Farias Teixeira, o autor do livro. (Foto: Divulgação)

Rafael Farias Teixeira nasceu em Salvador e mudou-se para São Paulo para cursar jornalismo, na USP. Como jornalista, foi ganhador de dois Prêmios Sebrae de Jornalismo. Em 2012, começou sua carreira como escritor, lançando o livro Entre Irmãos e logo em seguida Sopro (2014), ambos pela editora Multifoco. Ele também é autor de Vinícius no Mundo dos Toalhas Brancas (2016), que concorreu ao Prêmio PapoMix da Diversidade; do livro-reportagem Resgates (2016); do livro de contos eróticos O Caçador de Pérolas (2017), que concorreu ao Prêmio PapoMix da Diversidade; e mais recentemente, o livro de contos A Vida É Um Jogo de Dados (2019). Atualmente vive em São Paulo com seu cachorrinho Fox e continua aficionado por histórias em quadrinhos e filmes de terror.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).