Little Monsters não toleram difamação de obras de Lady Gaga, nem mesmo quando o shade vem da própria!

O álbum brilhante e ainda incompreendido de Lady Gaga, ARTPOP, foi originalmente lançado há seis anos e contou com os incríveis singles ‘Applause’, ‘Do What U Want’ e ‘G.U.Y’, fora outras faixas incríveis e desperdiçadas em um tempo onde a carreira da cantora e atriz infelizmente desandou, fazendo toda Era ser cancelada precocemente.

A verdade é que aparição de Kelly em Do What U Want, levando a um videoclipe questionável – e o álbum em si dividiram os fãs e nunca receberam o aclamado mérito da crítica.

Portanto, é compreensível que Gaga olhe para trás com certo trauma sobre o álbum e sua época. Ainda assim, ele mantém um lugar especial no coração de muitos fãs que se atiçam a qualquer crítica sobre.

“Não me lembro do ARTPOP”, tuitou Lady Gaga na noite de segunda-feira (11 de novembro). E esse tweet simples causou um verdadeiro frenesi na Internet.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O post teve mais de 200 mil curtidas e milhares de fãs respondendo indignados. Alguns acharam engraçado, mas a maioria se disse decepcionada com o comentário da Mother Monster.

“Garota, eu literalmente tatuei isso no meu braço, é melhor você começar a se lembrar”, escreveu um fã que twittou uma foto de uma tatuagem ‘ARTPOP’ no antebraço.

“Ouse falar isso de novo”, disse outro com uma foto da própria Lady Gaga apontando uma arma.

“Ignore, ela está bêbada”, disse outra foto da própria Lady Gaga quando atuou em American Horror Story.

Entre fãs brasileiros, a mensagem também repercutiu. “APAGA! APAGA! Tá me dando gatilho”, disse um fã, enquanto outro afirmou: “POIS EU LEMBRO!”, e ainda um outro lembrou: “Fala isso pra bicha tua fã que tatuaram ARTPOP!”

O produtor e DJ francês que trabalhou em três músicas do ARTPOP – Venus, Mary Jane Holland e Gypsy – também se envolveu na polêmica respondendo: “Ohhhh, você não sabe o que está perdendo! Deixe-me tocar para você, pois tem ótimos momentos!”

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).