Por meio do seu blog no UOL,o ex-deputado federal Jean Wyllys falou sobre o que acha dos artistas LGBTQ+ e representatividade. Neste sentido, Wyllys deu sua opinião sobre a saída do armário do ator Reynaldo Gianecchini.

“Reynaldo Gianecchini pertence à geração de atores e atrizes convencidos pela homofobia liberal (e internalizada por elas e eles) de que suas orientações sexuais não são ‘problema dos outros’ e devem ser vividas apenas entre quatro paredes. Por isso, é parcial e envergonhada sua saída do armário na entrevista à revista Ela”, disse.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Jean ainda lembrou que Gianecchini já foi alvo de vários episódios homofóbicos. “Gianecchini é uma vítima das múltiplas expressões da homofobia. Nota-se há muito tempo que ele nunca esteve nem está preparado para enfrentar esse mal. Para se ter uma ideia dessa sua incapacidade, basta dizer que, enquanto a homofobia de jornalistas medíocres e heterossexuais ressentidos policiava suas relações íntimas, expondo-o e o identificando publicamente com o ‘grupo difamado’ de LGBTs”, pontuou.

VEJA TAMBÉM:  Jornalista Felipeh Campos passa vergonha ao tentar explicar pansexualidade de Gianecchini

“Gianecchini tentava se defender desse policiamento homofóbico e escroto negando, de maneira igualmente homofóbica, os desejos e as relações que inevitavelmente o ligavam a esse grupo”, ressaltou o ex-parlamentar.

Em entrevista ao jornal O Globo, o ator falou sobre sua realidade e revelou ter relações com homens. “Já tive sim romance com homens e acho que este é o momento de dizer isso”, afirmou.