O ator Henry Golding tentou explicar porque está ok ele fazendo um papel de gay no cinema. O novo garoto novo na cena, que deveria entender a luta de um grupo sub-representado em Hollywood como homem asiático que é, Henry Golding não é chegou a um ponto dessa vez.

Sua recente decisão de interpretar um personagem abertamente gay em Hong Khaou’s Monsoon (sem título em português ainda) foi recebida com perguntas que o ator malaio já esperava, falando em uma entrevista recente à Attitude:

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Vivemos em uma época em que é um assunto delicado ter um ator heterossexual interpretando um papel gay. Do meu ponto de vista, com este papel em particular, era o fato de que sua jornada não dependia do fato de ele ser gay. É quase como se, sim, ele fosse um jovem gay, mas o maior problema é que ele é uma pessoa”.

Sem dúvida ele fará uma atuação brilhante, mas é exatamente isso que será, uma atuação. Ele não pode falar sobre a experiência de um homem gay porque ele não o é. Embora ele afirme que o papel não é centrado em torno da homossexualidade dos personagens, a adição de um interesse amoroso (Parker Sawyers) sugere que isso terá pelo menos um papel no desenvolvimento de seu personagem.

View this post on Instagram

‘Crazy Rich Asians’ star Henry Golding knows that as a straight actor, his decision to take on a gay role in Hong Khaou’s new drama ‘Monsoon’ will be questioned. But rather than shying away from that conversation, in fact he actively welcomes it. “The question has to be asked of me: why did you even consider this role? the 33-year-old tells the Attitude October issue. “This should be the case. It can’t go unquestioned because there lies a problem in itself. They’re conversations that need to be had. You can’t turn a blind eye, you need to keep people in check, that’s the most important thing.” He goes on: “We live in times where it is a sensitive topic to have a straight actor playing a gay role. From my point of view, with this particular role, it was the fact that his journey wasn’t hinged on the fact he is gay. “It’s not a journey into his queerness: it’s a journey into his history.” ‘Crazy Rich Asians’ was heralded as a watershed moment for Asian represention on the big screen and Golding accepts that there are certain stories where LGBTQ talent should take precedence. “I feel as though when it comes to important historical figures, characters that are defined by being from the community, you really need to take a moment to think, this is important for the LGBTQ community to be a part of”, he says. Hit the link in bio to subscribe and see the full shoot and interview now. Interview: @tomstichbury Photography: @dennisleupold Editor in Chief: @CliffJoannou   Styling: Evan Simonitsch Fashion Director: @JosephKocharian   Grooming: @frankiepaynehair Location: @hotelcasadelmar Henry wears shirt by @newandlingwood, shorts by @ralphlauren Purple Label, necklace by @cartier #henrygolding #lgbtq #lesbian #gay #bisexual #transgender #queer #trans #bi #pride #loveislove #love #instagay #gaypride #lgbtqpride #nonbinary #genderfluid #pansexual #asexual #monsoon #crazyrichasians

A post shared by Attitude Magazine (@attitudemag) on

Se as oportunidades para uma liderança asiática são escassas, imagine como esses papéis são insuficientes para os homens gays asiáticos em geral. Henry Golding ficou feliz em falar sobre a representação limitada de líderes asiáticos, mesmo assim optou por ficar nas pontas dos pés de outra minoria.

Seria interessante saber o que Henry Golding pensa sobre a interpretação de Johansson de Motoko em Ghost in the Shell, já que este era um papel originalmente destinado a um ator asiático.