A autoridade de proteção de dados da Noruega revelou nesta segunda-feira (25) que o aplicativo de relacionamentos Grindr compartilhou detalhes privados dos usuários com alguns anunciantes, incluindo o próprio perfil oficial do Twitter. A plataforma acabou transmitindo ilegalmente alguns endereços de IP, a idade, sexo e localização de alguns usuários sem qualquer consentimento.

Grindr slapped with record £8.5 million fine for illegally selling user data
Logo do aplicativo (Foto: Reprodução)

O aplicativo foi multado em aproximadamente 100 milhões de krones noruegueses, que equivalem a R$ 58 milhões de reais, e é a multa mais alta emitida pelo órgão, que é cerca de 10 por cento da receita anual global estimada do Grindr. De acordo com o Pink News, a agência notificou que, como o aplicativo de namoro gay mais popular do mundo, o aplicativo está ativo em quase todos os países do mundo; a violação da privacidade pode ter colocado usuários em sério risco em países como Qatar e Paquistão, onde ser LGBT ainda é crime.