E as produções artísticas LGBTQI+ e brasileiras seguem invadindo Brasil a fora, a obra da vez é “Alice Júnior” (2019), que foi indicado a melhor telefilme pelo GLAAD Awards, maior premiação de entretenimento e artes voltada para o público LGBTQI+. A entidade reconhece anualmente as melhores representações justas, rigorosas e inclusivas da comunidade e de questões que afetam as suas vidas nos meios de comunicação.

ALICE JÚNIOR concorre ao GLAAD
Alice Júnior (Foto: Divulgação)

A produção de Gil Baroni enfrentará indicados fortíssimos como Má Educação (HBO), Tio Frank (Amazon Prime) e Seu Nome Gravado em Mim (Netflix). Vale lembrar que, além do longa concorrer, outro tesouro nacional ocupa seu espaço nas indicações do GLAAD, a cantora Pabllo Vittar.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Os vencedores serão anunciados durante uma cerimônia virtual em abril, com data ainda não marcada pela produção. Achamos que o Brasil merece sim essas conquistas, ein? Vamos com tudo!