O autor consagrado Neil Gaiman, que é um dos destaques da CCXP este ano, respondeu uma pergunta enviada pelo comediante Fernando Caruso, que o perguntou sobre a abordagem de fãs brasileiros que o questionavam cheios de preconceitos sobre a nova adaptação de Sandman pela Netflix.

“Eu quero saber se isso acontece em outro país ou se essa é uma vergonha só nossa!”, questionou Caruso curioso se é só o público brasileiro que tem gado homofóbico e racista cuja cabeça vive no século passado quando se trata de reconhecer a diversidade.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A resposta de Neil Gaiman simplesmente calou a boca dos fãs de Sandman brasileiros dentro deste perfil lamentável e viralizou nas redes sociais em diversos prints. Veja abaixo:

Neil Gaiman detona gado brasileiro. (Foto: Reprodução / Twitter)
Neil Gaiman detona gado brasileiro. (Foto: Reprodução / Twitter)

Eu leio Sandman desde a minha adolescência (e isso faz décadas) e o universo da revista SEMPRE SEMPRE foi intensamente LGBT, feminino e negro. Wanda, a mulher transexual de ‘A Casa de Bonecas’ é uma das minhas personagens favoritas desde sempre. Foi com Sandman que eu comecei a notar como uma personagem feminina podia ser bem construída e não ser apenas um clichê patético. O brasileiro médio, homem sobretudo, sofre de ignorância orgulhosa”, disse o brasileiro – e felizmente sensato e realmente fã de Sandman – Alexey Carvalho – comentando o caso em suas redes sociais.

VEJA TAMBÉM:  American Gods: Cena de orgia exibida leva fãs à loucura

Assista em vídeo o momento da vergonha brasileira se quiser:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).