Um estudo recente realizado pela Nielsen Games 360 revelou qual a porcentagem de LGBTs entre os jogadores de games maiores de 13 anos de idade.

Das cerca de 20 mil pessoas entrevistadas, 10% dos gamers se declaram LGBT+. Destes, 40% se identificaram como gays ou lésbicas, 50% como bissexuais, e 10% como transexuais ou não-binários.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Neste estudo, a Nilsen também revelou os hábitos e o poderes de compra dos jogadores LGBTs. Para se ter ideia, os jogadores LGBTs gastam 8% a mais por mês em jogos do que os jogadores héteros, uma média de aproximadamente $16,01 contra $14,78 dólares.

O estudo também apontou que os LGBTs jogam mais jogos de simulação do que os não LGBTs, isso numa média de 26% contra 17% em jogos de vídeo games, 41% contra 25% em jogos de computador, e 40% contra 28% em jogos de celulares.

VEJA TAMBÉM:  Game "The Last Of Us" é banido do Oriente Médio por mostrar beijo lésbico

Além disso, o estudo revelou que a probabilidade dos jogares LGBTs de possuírem videogames é de 77% contra 29% de terem desktop, e que eles preferem jogar console (51%) do que jogos de celulares (13%). Dentre os LGBTs, 38% deles preferem Playstation, 22% optam por XBOX, e 19% preferem jogos de Nintendo.

A pesquisa da Neilsen também revelou o tipo dos jogos que os LGBTs tem preferência, 36% dos jogadores videogames optam por jogos de combate como o Super Smash Bros  e outros 36% preferem o gênero de terror, como o Dead by Daylight. Já 46% dos jogadores de PC jogam RPGs como The Witcher, 40% dos que preferem jogos de celulares, jogam jogos de simulação como The Sims e outros 40% a jogam RPGs como Reigns: Game of Thrones.

‘’Os jogadores LGBTQ+ são jogadores ativos – embora isto não deva ser surpreendente, uma vez que os LGBTQ+ são consumidores ativo de mídias e tendem a estar na vanguarda dessas novidades.’’, contou um representante da Neilsen a revista Out.

VEJA TAMBÉM:  Imagens realistas mostram mais fotos de Carlos, do Resident Evil 3, nu

 

Maikon Stefan
Amante do teatro, tv e de Harry Potter, formado em Técnico em Administração e Bacharel em Ciência e Tecnologia (UNIFESP-SJC). Atualmente cursa Engenharia de Materiais (UNIFESP-SJC). Também foi Presidente da Empresa Júnior (Ectm Jr). "Me chama pra causar que eu vou".