Na última quarta-feira (30), Lexa deu uma entrevista ao site do jornal Folha de São Paulo e saiu em defesa da comunidade LGBT. No bate papo, a cantora defendeu que LGBTs sejam mais respeitados.

“Eu tenho problemas para falar de política, é igual religião para mim, muito pessoal. Mas luto para que os gays conquistem os direitos e o respeito merecido. Temos que respeitar as escolhas das outras pessoas. O gay não afeta ninguém pelo jeito de amar”, opinou a artista.

Para a cantora, um dos maiores problemas do preconceito está associado com falta de educação. “Ela [a educação] muda o rumo das coisas. Se focar na educação, acredito que tanto a tolerância com o gay quanto a violência estariam melhores. O Brasil tem jeito, tem que acreditar. Se não acreditar, não saio de casa amanhã”, finalizou.