A série “Special” da Netflix conta a história de um jovem gay com paralisia cerebral tentando assumir o controle de sua própria vida e lidando com a imagem que as outras pessoas têm dele. Foi escrita e estrelada por Ryan O’Connell e é baseada no livro de memórias do ator, “I’m Special: And Other Lies We Tell Aurselves”.

A primeira temporada de oito episódio encantou muita gente, tanto que conseguiu ser renovada no catálogo da Netflix para uma nova aventura, mas a produção teve que ser paralisada quando estava na metade devido a pandemia de coronavírus e continua sem previsão de estreia.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Em entrevista à Entertainment Weeky, o escritor prometeu que o público vai ver “muito mais sexo gay” na nova temporada e ainda explica a importância de mostrar relações sexuais gays em séries, com profundidade nas experiências individuais, principalmente porque o maioria do público LGBT+ cresceu com pouca ou nenhuma educação sexual voltada às particularidades do sexo homoafetivo.

“Lembro que quando comecei a fazer sexo aos 17 anos – modéstia a parte – não sabia nada sobre sexo anal. Fui à Barnes & Noble e comprei este livro chamado ‘Anal Pleasure and Health’ [Anal, Prazer e Saúde, em tradução livre], destinado a pessoas heterossexuais. RISOS…”

O escritor ainda afirma que se sente muito orgulhoso por fazer uma obra com uma temática que aparece tão pouco na mídia, mas que também fica “frustrado” pelas grandes produções não abordarem assuntos com mais inclusão.