A série “Little American”, disponível na plataforma privada Apple TV+, foi banida em 10 países Árabes e na Rússia por apresentar um personagem gay no oitavo e último episódio da primeira temporada, “The Son”.

A obra conta a história de imigrantes que vivem nos Estados Unidos. Ao longo do episódio censurado, o público acompanha a narrativa de Rafiq (Haaz Sleiman), que busca asilo no país norte americano após ser rejeitado pela família por ser gay.

Antes mesmo do boicote, o filme já sofreu com as restrições do presidente Donald Trump, que restringiu a entrada de refugiados e imigrantes no país. As filmagens do episódio precisaram ser gravadas no Canadá devido às medidas.

O corroteirista do episódio, Amrou Al-Kadhi, afirmou nas redes sociais que “Esta é a dura realidade de fazer trabalho árabe queer. O banimento de Trump nos fez filmar isso fora da América. E agora nosso episódio Little America foi banido em 11 países. Sentimos muito – por favor, saiba que estamos trabalhando duro para encontrar um jeito de levá-lo a você”.