O jornalista Marcão do Povoque se envolveu numa polêmica e até batalha judicial com Ludmilla em 2017, após chamar a cantora ao vivo de “pobre e macaca” – comandará um reality show de drag queens na internet.

O formato será totalmente focado para celulares e terá inclusive um aplicativo próprio para acessar o conteúdo. “Pensamos em fazer um programa para o celular. Não é uma atração voltada para a televisão. Vai ser um aplicativo, e estaremos em todas as plataformas digitais”, disse Marcão ao Notícias da TV.

O reality será um quadro dentro do programa, chamado “Programa do Marcão“, com estreia agendada ainda para este mês. Trabalhando no projeto há quatro meses, o apresentador não largará mão do “Primeiro Impacto” do SBT e terá uma jornada dupla.

Tudo será no “estilo RuPaul” porém num cenário rural. O nome ainda não foi revelado por Marcão do Povo: “Será tudo em uma casa de luxo, uma fazenda. Aí, uma tenta furar o olho da outra (risos). Teremos a bicha rei, porque é ela quem domina a parada, mas fura o olho de todos (risos)”.

Ele adianta que será algo super inesperado: “Quando vi o formato, eu pirei. Pirei por conta da alegria. É disso que eu gosto, de coisa alegre e positiva. É algo bem diferente, e acho que a gente vai abrir algo que ninguém fez até hoje, nem na TV aberta”.

Sobre as críticas, ele se disse pronto. “Tem muito demagogo no Brasil. Muita gente fala: ‘Eu apoio’. Então, vai lá e faz na sua TV. A pessoa não tem coragem e fica se escondendo, não abraça a causa. Eu nunca tive máscara. Minhas coisas eu faço sem máscara, não sou personagem”, explicou.

Um hétero, branco, cis e racista apresentando um reality show de drag queens e falando já o que falou… é a pura receita para um desastre.

 

22 anos, geminiano, mineiro, jornalista formado pela UEMG. Apaixonado por música e artes de modo geral. Ex-bailarino na teoria mas danço nas festinhas bastante. Sonho em ser amigo da Rihanna e da família da Beyoncé. Provável futuro ex-bbb e quem sabe vencedor da Fazenda.