O ator James Corden, heterossexual, foi acusado de usar uma visão carregada de estereótipos e exagerada ao interpretar um personagem gay no filme The Prom.

“Estou apenas 3 minutos no filme The Prom e esta performance de James Corden já está dando um show de estereótipos gays ruins”, apontou um dos muitos internautas que criticou sua escolha para o papel.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Andrew Ranells, colega de elenco do ator, que é abertamente gay, saiu em defesa de James Corden: “Interpretação é algo muito importante. Ryan Murphy é (diretor) é muito bom e sabe escolher quem interpretar cada papel”, concluiu a estrela em entrevista à revista Attitude.

James Corden em cena do filme The Prom ( Foto: Divulgação)
James Corden em cena do filme The Prom ( Foto: Divulgação)

James Corden também se defendeu das críticas recebidas lembrando que o ator Andrew Ranells, abertamente gay, ganhou a oportunidade de interpretar um personagem heterossexual, assim como ele, heterossexual, interpreta um personagem gay afeminado na obra.

“Por mais que o diretor leve a sexualidade de um ator em consideração, acho que, no final das contas, ele está procurando talento e papéis, e ele me deu a oportunidade de interpretar um papel que talvez outro diretor não teria me escalado, e eu estou muito grato pela oportunidade”, disse James Corden.

O filme da Netflix, também estrelado por Meryl Streep e Nicole Kidman, é baseado no musical da Brodway. O enredo é sobre uma trupe de estrelas de teatro musical que viaja para uma cidade do interior do Estado de Indiana, nos Estados Unidos, em apoio a uma garota que decidiu levar sua namorada ao baile de formatura da escola.