A HBO lançou o trailer do documentário “Welcome To Chechnya” (Bem-Vindo à Chechênia), que conta relatos sobre a perseguição a LGBTs na região, um dos mais perigosos para integrantes da comunidade.

A produção tem previsão de estreia para 30 de junho nos Estados Unidos, mas ainda não há previsão de disponibilidade ao público brasileiro.

O documentário acompanha ativistas que resgatam e abrigam as vítimas de LGBTfobia. O grupo tenta obter vistos para que eles possam escapar da perseguição, geralmente termina em tortura e execução.

Em 2017, uma reportagem do jornal “Novaya Gazeta” denunciou a criação de campos de concentração, onde homens gays eram presos e torturados com choques elétricos, entre outros métodos. As torturas ocorriam para que as vítimas denunciassem outros LGBT+.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O líder do país, Ramzan Kadyrov, disse que a denúncia era falsa e alegou que não há gays na Chechênia. “Se houvesse esse tipo de pessoa na Chechênia, as autoridades não precisariam se preocupar com eles porque seus parentes os mandariam para um lugar do qual não poderiam voltar”, afirma.

De acordo com a HBO, o documentário pretende “expor as atrocidades subnotificadas na Chechênia, enquanto destaca um grupo de pessoas que estão confrontando a brutalidade”. Para preservar a identidade dos entrevistados, o diretor David France utilizou a tecnologia “deep fake”, que substitui rostos.