Em seu novo livro autobiográfico, To be a Gay Man, o cantor britânico Will Young admitiu que sua prisão o deixou aliviado por isso, de algum modo, o livrar de ter que fazer sexo com sua namorada em uma época em que o cantor não era gay assumido e ainda vivia uma vida hétero de fachada

No mesmo livro, ele também falou sobre a culpa que sentia ao se masturbar escondido com revistas gays.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Segundo o livro e o que foi noticiado pelo tabloide Mirror, bem antes da fama, o popstar perdeu sua carteira de motorista por 18 meses depois que a polícia o parou por dirigir na contramão de uma rua enquanto estava bêbado.

A parada pela polícia, que poderia ser uma tragédia para qualquer um, acabou sendo a salvação: o impediu de voltar para o apartamento onde a garota o esperava enquanto ele havia saído pra comprar kebab para ambos jantarem.

VEJA TAMBÉM:  Will Young fala da culpa que sentia ao se masturbar escondido com revistas gays

Sobre a passagem, Will Young conta em seu livro: “O que eu mais pensava era ‘obrigado’ por estar sendo levado embora pela polícia ao invés de ter que voltar pra casa transar com ela”.

O cantor Will Young em Festival de 2008 (Foto: Reprodução / Wikipedia)
O cantor Will Young em Festival de 2008 (Foto: Reprodução / Wikipedia)

Ele continua: “No final das contas, os policiais foram legais e educados. Eles continuavam me chamando de Jarvis (Cocker) por causa da jaqueta de camurça vintage que eu estava usando, enquanto eu falava sem parar, contando a eles como eu seria uma famosa estrela pop. Também pedi uma cela com vista.

“Acabei perdendo minha licença pra dirigir por 18 meses, mas ser preso me livrou de fazer sexo com minha ex-namorada, então não foi uma situação só de desvantagem.”

Will Young contou a seus fãs os detalhes que levaram à sua prisão naquela noite: “A van que vendia kebab ficava literalmente na mesma rua. Errei o caminho por uma rua de mão única. E logo ali vinha um carro de polícia.”

VEJA TAMBÉM:  Will Young fala da culpa que sentia ao se masturbar escondido com revistas gays

E concluiu: ”Eu disse que não tinha bebido, mas dei na cara ao sair do carro e mal me segurar de pé. Prontamente fui preso.”

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).