Nesta semana, a bela Isis Valverde falou sobre sua infância e adolescência em entrevista ao jornal O Globo, e fez um relato bastante interessante sobre o bullying que enfrentou nessa etapa da vida, por não se encaixar em um perfil que, muitas vezes, é considerado como o “tradicional”.  

“Eu devia ter uns 12 anos e eu não queria beijar nenhum menino. Os meninos da rua me chamavam de sapatão. Mas nunca beijaria ninguém por pressão. Foi só por minha vontade mesmo, aos 13 anos”, contou.

Ainda segundo a atriz, até sua mãe desconfiou da sua sexualidade. “Quando eu era pequena, não gostava de usar vestido. Vivia de jeans, camiseta e rabo de cavalo. Andava só com os meninos, pulava muro, subia em árvore”, lembra ela. “Certo dia, minha mãe, que nunca teve nada contra a opção sexual de ninguém, disse para o meu pai que achava que eu era gay!”, completou.

Segundo ela, apesar de ter perdido muito da essência de moleca, sempre quis ser mãe de um menino. “Não conseguiria mostrar o lado cor-de-rosa da vida, não teria paciência para ouvir a música Frozen ( risos )”, diverte-se. “Jogo o Rael na cama, faço apresentações, falo alto. Sou meio bruta”, encerrou.