O ex-candidato presidencial Pete Buttigieg e seu marido, Chasten Buttigieg, participaram do evento ao vivo “Together in Pride: You Are Not Alone”, para arrecadar dinheiro aos centros de apoio LGBT+ nos Estados Unidos e também fora do país. Durante o programa, Buttigieg alertou as pessoas LGBT+ dos EUA de que “nossos direitos estão em debate” nas eleições de novembro deste ano.

Buttigieg ganhor destaque no cenário mundial como o primeiro candidato abertamente gay a ingressar na corrida presidencial dos EUA durante as eleições primárias. Após a verificação de um baixo desempenho em certos estado, Buttigieg desistiu da candidatura e declarou apoio ao democrata Joe Biden para as eleições em novembro. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Casados desde 2018, Pete e Chasten fizeram a participação em uma transmissão de casa durante a exibição do programa. Durante a conversa com o comediante americano Billy Eichner, co-organizador do evento, Chasten compartilhou um pouco de sua história e da necessidade de muitos jovens LGBT+ que usam os serviços ofertados pelos centros de apoio, porque ele próprio já havia enfrentado dificuldades quando fugiu de casa aos 17 anos.

VEJA TAMBÉM:  Coronavírus: governo do Amapá fornece cestas básicas para LGBTQs em risco

“Lembro-me de ter 17 anos, dormindo na parte de trás do meu carro, sentindo que ninguém acreditava em mim e que nunca haveria um futuro para mim”, contou. “E ainda existem mais de 40% dos jovens sem-teto neste país e que são LGBTQ.”

Chasten expressou a sua vontade de ajudar jovens que usam centros LGBT+ a expressar sua voz nos corredores do poder. “Nunca esquecerei em um desses centros em que fui, sentei-me com um grupo de jovens trans. E eles diziam ‘você não entende minha história’. E eu diria que é exatamente por isso que estou aqui, porque é hora de trazer sua história para Washington e ter líderes que acreditam em você e nos enxergam. É por isso que é tão importante para nós ir lá, fazer o trabalho e ouvir”, relatou.

O evento também destacou repetidamente a importância de obter o voto LGBT+ em um ano eleitoral. Pete Buttigieg disse ao espectadores: “Se você se preocupa com o clima, se preocupa com os salários, se preocupa com os direitos de nossa comunidade, com o que vai acontecer nos tribunais, se preocupa um com o outro.”

VEJA TAMBÉM:  Coronavírus: número LGBTs expulsos de casa sobe durante quarentena no México