Autor do livro “Furacão Anitta”, que já é um sucesso absoluto em todo o Brasil, Leo Dias é daqueles jornalistas que não fogem da raia. Atualmente, o colunista é, sem sombra de dúvidas, a maior referência do país em notícias sobre o mundo das celebridades.

Ao escrever a biografia não autorizada sobre a trajetória da cantora, o jornalista pesquisou a fundo muitos detalhes sobre a vida da popstar, um deles, é sobre a bissexualidade de Anitta. Segundo Leo, um dos grandes obstáculos que à artista teria no caso de pensar em assumir uma namorada está relacionado à relação com a própria mãe.

“Um dos grandes entraves da questão sexual da Anitta é dona Miriam. A mãe da Anitta tem certa dificuldade em entender a bissexualidade da filha. Coisa que eu também tenho. Acho que ainda falta um certo tempo para Anitta assumir uma namorada publicamente. Eu diria mais, acho bem difícil ela assumir alguém nos dias de hoje. Ela anda meio traumatizada”, declara o jornalista em entrevista exclusiva ao Põe Na Roda.

No livro, Leo também cita que Anitta sofreu assédio moral durante o casamento com o empresário Thiago Magalhães, que chegou ao fim em setembro do último ano. De acordo com o colunista, falar sobre essa história foi uma forma de mostrar para outras mulheres que isso pode acontecer até mesmo com uma celebridade.

“Mesmo apesar da fama, do dinheiro e do fato de ser um sex symbol, ela passa pelas mesmas humilhações que muitas mulheres passam. E que, assim como muitas, demorou a perceber os maus tratos”, afirma.  

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Outra polêmica que Leo comenta em “Furacão Anitta” é sobre os desentendimentos que a cantora colecionou ao longo da carreira. Para ele, o motivo está relacionado à autenticidade da artista.

“Anitta tem uma séria dificuldade em se adaptar à falsidade do meio artístico. Ela não entende porque as pessoas que se dizem amigas em frente às câmeras, falam mal uma das outras em rodinhas de celebridades. Esse comportamento ela não tolera”, revela.

Entretanto, o colunista garante que, apesar de revelar muitos detalhes inéditos sobre a vida da cantora, houve muitos detalhes que ficaram fora da publicação, a pedido da própria Anitta.

“Eu não publiquei a pedido dela detalhes da religião que ela segue, como o nome completo do pai de santo, local do terreiro e informações sobre seus orixás. São questões realmente muito íntimas. Uma publicação sobre esses assuntos poderia acabar com o refúgio espiritual dela”, explica.

Por fim, Leo comenta que Anitta é extremamente determinada, focada e disciplinada, mas define a cantora com apenas uma palavra: “Revolucionária”, encerra.