Paraíso” foi uma das primeiras grandes colaborações de Pabllo Vittar fora da bolha LBGTQ+.

Lançada em janeiro de 2018, a canção chegou ao top 10 do Spotify Brasil e seu clipe já soma mais de 97 milhões de visualizações no YouTube.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Em entrevista para a revista Quem, o mineiro revelou que sofreu um boicote do meio sertanejo e foi bastante criticado pela parceria.

“Eu, um artista heterossexual, recebi muitas críticas. O sertanejo é muito machista. Muitos artistas até se distanciaram de mim por conta disso. Eu até acho bom.”

Lucas ainda salientou que acha “Paraíso” uma das mais importantes colaborações de toda a sua carreira. Desde então, seus fãs LGBTQ+ se sentem muito mais à vontade de se aproximar dele.

“Meus fãs se sentiam bem em irem como drag queens no meu camarim. Criei uma relação com esse público também. Digo: ‘Comigo, vocês não precisam ter medo. Vocês vão ser muito bem recebidos.”

Pabllo nunca mais fez uma parceria com um cantor sertanejo desde então. Temos apenas “Trago seu Amor de Volta“, com o pagodeiro Dilsinho, inclusive sendo uma das canções preferidas dos VittarLovers.

Avatar
22 anos, geminiano, mineiro, jornalista formado pela UEMG. Apaixonado por música e artes de modo geral. Ex-bailarino na teoria mas danço nas festinhas bastante. Sonho em ser amigo da Rihanna e da família da Beyoncé. Provável futuro ex-bbb e quem sabe vencedor da Fazenda.