Não é a primeira vez, que a cantora gospel Aline Barros é acusada de LGBTfobia por alguém. Ela já foi muito criticada por declarações equivocadas sobre homossexualidade na mídia e até já teve uma batalha judicial contra uma ex- funcionária lésbica, que acusava a artista de tê-la demitido, após descobrir sua orientação sexual.

Desta vez, quem acusa a cantora de ser intolerante com LGBTs é ninguém menos que a poderosa Léo Áquilla. Segundo ela, ao ser cerimonialista em um evento do GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer), no qual Aline também se apresentou, a artista gospel ignorou completamente sua presença no palco.

“Ela ficou em cena um tempão, teve tempo de me cumprimentar quando quisesse. Ela não dirigiu o olhar pra mim em nenhum momento. Que qui é, ela tava com nojo? Eu tava tão bonita, tão educada, tão amorosa”, questiona Léo, em um publicado no seu canal do Youtube. E complementa: “Ela teve fobia de olhar pra mim, teve fobia de se aproximar de mim”, afirmou.

Após a polêmica, o marido de Aline Barros, o pastor Gilmar Santos, disse em entrevista ao portal Pleno News, que a cantora apenas estava com pressa e saiu do evento correndo com sua equipe para seguir com a agenda do dia.

Em contrapartida, por meio de um vídeo publicado no Youtube, Léo afirmou que o marido de Aline “está mentindo”. Por isso, a polêmica continua. Assista abaixo:

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA: