Convidado do podcast do ator de Doctor Who, David Tennant, o ator Ian McKellen  falou sobre um desejo que não realizará em vida sendo um homem gay: o de se contar que é gay para os seus pais antes deles morrerem.

McKellen disse que sabia que era gay desde os 12 anos. E explicou: “É o maior arrependimento da minha vida não ter contado a eles”, disse ele a Tennant. “Minha mãe morreu quando eu tinha 12 anos e meu pai quando eu tinha 24, então não conversei com nenhum deles sobre isso.”

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O ator também teve tempo para falar sobre a cultura do armário em Hollywood. “Sinto pena dos atores não assumidos”, admitiu. “Eu sei que eles viveriam mais felizes se saíssem … Eles dizem, ‘Eu quero ser o próximo Tom Cruise’, mas há apenas uma pessoa que será o próximo Tom Cruise, e pode ser você, mas há um muitas outras pessoas que poderiam ser também. ” A estrela de X-Men disse não entender “o que pode ser mais importante do que viver a sua verdade”.

VEJA TAMBÉM:  Ian McKellen e Patrick Stewart “se casam” durante o lançamento de “Star Trek Picard”

“Como o sucesso como ator pode ser uma compensação por isso?”, questionou ele.

McKellen contou então que não consegue imaginar “se preocupar todos os dias que alguém vai te atacar, e então … você não vai ser o próximo Tom Cruise! Existem apenas três ou quatro ligações românticas de sucesso em qualquer momento em Hollywood, e por que você seria um deles? ”

Ao final do podcast, McKellen deixou uma mensagem para os atores enrustidos: “Apareçam, e sua carreira continuará como deveria. É perfeitamente possível ser abertamente gay e não ficar preso interpretando apenas um papel gay”.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).