Em entrevista à revista Quem, o ator Hugo Bonemer relatou que precisou de terapia para poder aceitar melhor a sua orientação sexual, já que logo no inicio sentia vergonha.

“Demorei muito tempo para não sentir vergonha de mim mesmo. Fui fazendo muita terapia, conhecendo pessoas maravilhosas que foram me mostrando o quão normal eu era. Fui confiando em pessoas na minha família, que me deram o apoio que eu precisei”, conta o ator.

Durante a entrevista, Hugo, que está solteiro desde o fim do namoro com Conrado Helt, ainda afirmou que o Carnaval, mesmo sendo uma época de libertação e folia, não facilita o processo de aceitação da sexualidade.

“Sair do armário não é algo que se resolva no Carnaval. É um momento que as pessoas se soltam, se liberam, mas isso pouco tem a ver com a batalha diária de alguém que está procurando se sentir bem e à vontade com a própria sexualidade. São coisas diferentes, seria ingênuo da minha parte achar que o mundo mudou para melhor se o Carnaval for bom”, relata.