VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Mais conhecida pela sua personagem lendária, a drag queen Miss Biá, faleceu hoje (3), Eduardo Albarella, vítima do covid-19, aos 80 anos de idade.

Miss Biá foi pioneira na arte drag brasileira e uma das figuras mais carismáticas e famosas da noite LGBT paulistana, desafiando até a ditadura quando ousava mesmo assim ser drag queen em uma época em que nem a expressão drag queen  existia ainda (era “transformista”).

Foi os 21 anos de idade, na década de 60, que Eduardo Albarella, que trabalhava como office boy e morava com sua família no Brás, decidiu se montar pela primeira vez ao ir a um show com amigas em um cabaré na Avenida Rio Branco, em São Paulo: “Não existia show de transformistas, mas eu fiquei encantado. Aí falei: ‘eu também quero fazer”, disse ele em entrevista ao G1 em 2017.

Imagem

Se hoje temos uma cena drag mais estabelecida e forte, se hoje podemos existir e resistir em uma sociedade já menos homofóbica (por incrível que pareça!) e com mais direitos garantidos do que décadas atrás, é porque figuras como Miss Biá pavimentaram este caminho.

Aos 80 anos de idade, Miss Biá ainda fazia apresentações e era figurinha carimbada em eventos LGBTs como a Parada de São Paulo, sempre muito querida.

Fará muita falta. Ficam aqui os agradecimentos e sentimentos do Põe Na Roda por sua existência e resistência em tempos onde  ser LGBT era algo ainda mais desafiador e difícil do que nos dias de hoje.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).