Em entrevista a GQ noticiada pelo portal Gay Times, o ator Donald Glover refletiu suas visões sobre sua própria identidade em relação a etnia e sexualidade.

Donald Glover questionou por que os jovens millennials parecem “presos” ao uso de rótulos: “Há segurança em ser identificado. Tipo: Sou um homem branco heterossexual ou Sou um dançarino gay asiático – você pode encontrar uma comunidade e ter mais facilidade e segurança”, explicou.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Entretanto, ele admitiu não se encaixar exatamente em tantos rótulos criados hoje: “Tive amigos na faculdade que perguntavam: “Você é gay?” e eu respondia: “Acho que sinto que sou porque amo esta comunidade”.

Ainda assim, Donald Glover questiona: ”Mas sabe? Talvez eu não seja? Estive sempre em busca de descobrir. Sou estranho porque não gosto de me rotular? Nunca me senti seguro ao me ver pertencendo a um só lugar”.

VEJA TAMBÉM:  Império da Casa Verde levará 'Harry Potter' e 'Star Wars' pra avenida no Carnaval 2019

Quando questionado por Michaela Coel, que o entrevistava, “De que forma você não se sentiu seguro?” o ator respondeu: “Uma vez eu era muito próximo de um cara branco. Eu pensava: “Oh, cara, esse cara é meu amigo!”. E então um dia fomos ao shopping e alguns negros nos abordaram, rasgaram seus shorts… E foi aí que ele virou pra mim e disse:  “Existem negros e outros negros”.

Donald Glover em Star Wars (Foto: Reprodução / Star Wars)
Donald Glover em Star Wars (Foto: Reprodução / Star Wars)

Glover desabafou sobre como se sentiu: “Meu cérebro, meu coração … Foi muito intenso, me machucou. Simplesmente nunca mais nos falamos. Quem me ajudou foi meu pai conversando comigo ao chegar em casa”.

Glover ganhou as manchetes em 2018 quando acolheu a sugestão de que seu personagem icônico de Star Wars, Lando Calrissian, se identifica como pansexual.

“Como você pode não ser pansexual no espaço?” ele disse no programa de rádio semanal da SiriusXM. “Há tantas coisas para fazer sexo. Não achei nada estranho porque eu sinto que se você está no espaço é como se a porta estivesse aberta a todo tipo de experiência fora da nossa sociedade, cultura, conhecimento… É tipo, não, apenas garotos ou garotas. Um homem ou uma mulher? Tipo, quem se importa? Aproveite a viagem aqui!”

VEJA TAMBÉM:  “20 centímetros tá bom pra você?”, pergunta ator de Star Wars
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).