Em passagem por Londres, a turnê internacional de Pabllo Vittar que já passou por diversos países foi um verdadeiro sucesso de público. E em entrevista para a BBC News Brasil, a drag queen comentou sobre o recente veto do presidente Jair Bolsonaro a uma propaganda do Banco do Brasil que celebra a diversidade.

“O atual presidente disse que não quer que o Brasil vire um paraíso gay, mas, baby, ele chegou atrasado, porque o Brasil é paraíso gay muito antes de eu nascer“, disparou a artista. Ainda na entrevista, a cantora comentou sobre os comentários de ódio que muitas vezes recebe nas redes sociais.

“Hoje, leio um comentário falando ‘morre, seu viado’. Antes, eu ia para o meu quarto chorar. Hoje (penso): mais um doido, mais uma pessoa sem noção jogando hate (ódio) na internet“, afirmou.

E completou: “Acredito no ditado: que falem mal, mas falem de mim. E não vou perder meu tempo processando essas pessoas porque tenho certeza que muitas delas não terão nem dinheiro pra me pagar. Então, continuem falando, me dando ibope e botando meu nome nos Trending Topics do Twitter e do Google“, disse ela.