A vencedora da 8ª temporada de RuPaul’s Drag Race, Bob, The Drag Queen, fará uma segunda participação especial no próximo episódio de “Secret Celebraty Drag Race”, que deve ir ao ar nesta sexta-feira (8). Anteriormente, a drag queen já havia orientado o comediante Jermaine Fowler no episódio de estreia da série spin-off.

As reações na internet foram várias, com muitos fãs felizes em poder ver Bob novamente, já outros nem um pouco satisfeitos com a segunda aparição da drag. Alguns espectadores foram as redes sociais completamente indignados:

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Tantas drag queens desde as primeiras temporadas e até mesmo novas que queríamos ver, e você coloca Bob de novo?” twittou um espectador.

Em resposta às críticas, Bob comentou: “Se eu tivesse que adivinhar, assumiria que eles me escolheram para o Snatch Gamd porque venci ele na minha temporada e eles me escolheram para o The Roast porque sou uma comediante profissional. Apenas um palpite.”

VEJA TAMBÉM:  Londres vai substituir estátuas de figuras racistas por personalidades negras, mulheres e LGBTs

Muitos fãs vieram em defesa de Bob, e entre os elogios de “uma das rainhas mais versáteis e talentosas”, outros ainda questionavam se as pessoas estariam reclamando tanto se uma queen branca voltasse pela segunda vez.

“Os fãs de Drag Race estão reclamando de uma pessoa de cor em suas telas?” adicionou Bob. “Nem acredito que eles deram um tempo no bullying com a Brita para vir me dar atenção.”

Brita Filter tem sido o mais novo alvo de comentários racistas durante a 12ª temporada de RuPaul’s Drag Race. Em diversos grupos e fóruns de discussão, “fãs” de Drag Race deixam suas “críticas” tentando mascarar o preconceito como opinião ou gosto, quando quase sempre se trata unicamente de racismo.

VEJA TAMBÉM:  Jamie Martin, editora de Drag Race, nega acusação de manipular programa

Aquaria, rainha da 10ª temporada do programa, também entrou na discussão para destacar a hipocrisia dos fãs do reality que espalham ódio contra as drags enquanto RuPaul’s constantemente apoia mensagens de amor entre as queens e a comunidade.

“Realmente me surpreende como as pessoas continuam a vomitar ódio… e muito menos a uma das artistas mais gentis, hilariantes, aperfeiçoadas e consistentes desse programa”, twittou Aquaria.

“Dói muito ver o programa angariar uma fanbase tão odiosa e racista, apesar da mensagem de inclusão que pregamos”, acrescentou.

Comentários racistas, atitudes odiosas e criminosas em relação às drags negras que apareceram no programa são um problema sério que se perpetua entre os fãs do reality por anos, desde a primeira temporada. Várias queens negras como Tura Sanchez, Mystique, Jasmine Masters, Asia O’Hara, The Vixen, Silky Nutmeg Ganache já passaram por situações terríveis de preconceito na internet durante e após sua participação no programa, recebendo todo tipo de mensagem racista envolvendo sua aparência, personalidade e estilo drag.

VEJA TAMBÉM:  Pesquisa aponta que violência LGBTfóbica atinge mais as pessoas negras