Após um ano em silêncio sobre o assunto, Dwight Howard, que é um dos astros da NBA no EUA, resolveu falar sobre as revelações feitas pela escritora trans Masin Elije.

Segundo ela, ambos tiveram um caso ao se conhecerem em uma festa no último ano. Entretanto, devido ao basquete ser um esporte considerado machista nos EUA, o jogador não quis assumir o romance, atitude que motivou a escritora revelar o namoro.

No entanto, de acordo com o jogador, o romance nunca existiu. “Eu não sou gay. Por que é que alguém que nunca vi na vida diz algo como isto sobre mim? A princípio, doeu muito passar por isso. Doía. Me sentei em casa e pensei ‘não quero sair daqui’. Me perguntava por quê?”, explicou o atleta.

E continuou: “Vi muito ódio, ódio em estado puro de gente que nem conheço. Penso que tudo isso me libertou, porque pude ver como muitas pessoas se sentem. As pessoas têm medo de ser quem realmente são. Têm medo de dar um passo em frente e de ser como são porque estão assustadas pelo que os outros podem dizer ou pensar. Esta situação me fez ver que não quero ser assim. Quero ser livre”, acrescentou em um post na sua rede social.

Em contrapartida, Masin Elije afirmou no seu perfil do Instagram que mantém tudo o que revelou sobre o possível relacionamento amoroso dos dois.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA: