O jornalista Matheus Ribeiro, que ficou nacionalmente conhecido por ser o primeiro apresentador abertamente LGBT+ na bancada do Jornal Nacional, contou ao UOL como conheceu o namorado, o capitão da PM Yuri Piazzarollo.

“Estávamos no bloco da Claudia Leitte, na sexta-feira. Eu havia me perdido do meu grupo de amigos e estava andando sozinho, procurando por eles. O Yuri percebeu, me abordou e disse pra eu ficar ali com o grupo dele. Começamos a conversar, demos o primeiro beijo e não vi mais meus amigos naquele dia”, revela Matheus.

A partir disso, o casal ficou junto durante todo resto de Carnaval. “Marcamos de nos encontrar na praia e foi ali que eu percebi que estava apaixonado. Continuamos nos falando por telefone, todos os dias, fomos nos conhecendo melhor, estreitando os laços e assim nasceu um sentimento muito forte. Um mês depois, ‘despretensiosamente’, o chamei para me visitar em Goiânia. Ele veio e desde então nos vimos todos os meses. Acho que deu certo porque tivemos tempo e paciência para ver um no outro coisas bonitas e importantes, que são mais significativas e substituíram as dificuldades da distância”, relata o jornalista.

Yuri e Matheus não moram no mesmo estado, mas a distância é facilmente contornada pelos dois, como Matheus conta “não é algo que facilita, claro, mas não fizemos da distância uma barreira para o relacionamento. Sempre que podíamos, pelo menos uma vez por mês, viajávamos para nos ver. Fui ao Pará duas vezes, ele veio a Goiânia algumas outras e assim temos levado”.

View this post on Instagram

🤷🏻‍♂️🤣

A post shared by Matheus Ribeiro (@matheusribeirotv) on

Sobre a vida privada, o apresentador se descreve como metódico e o companheiro mais relaxado: “mesmo militar, ele sabe me mostrar um lado mais tranquilo da vida. Já temos até uma piada interna. Quando ele ia me visitar, a casa estava sempre arrumada e eu ficava bravo com a bagunça que ele fazia, sempre corria para esticar o tapete da sala… Até que um dia filosofamos sobre a necessidade de deixar a pontinha do tapete virada. Então, hoje, isso é algo que usamos para metaforizar muita coisa da vida e do nosso namoro”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Matheus ainda revela que nunca escondeu o relacionamento da família ou amigos, mas que entende a importância da revelação pública no combate ao preconceito. “Toda divulgação do relacionamento trouxe comentários maldosos e até criminosos. No entanto, a energia positiva e as diversas histórias que ouvimos de pessoas que se sentiram representadas por nós superaram qualquer chateação”, observa.